Cirurgias de Pálpebras

Devido características hereditárias ou decorrentes do processo de envelhecimento, algumas pessoas apresentam rugas, flacidez e excesso de pele nas pálpebras. Por conta disso, além de ficarem com a aparência envelhecida (olhar triste, cansado), podem ter a visão prejudicada, ocorrência de coceiras, além de outros problemas.

A cirurgia plástica de pálpebras (ou blefaroplastia) objetiva a correção de tais prejuízos (tanto estéticos quanto funcionais) através da remoção do excesso de pele, músculo e gordura. A intervenção cirúrgica pode durar entre 50min a 1h30.

Nosso Diferencial

• Todas as nossas cirurgias são realizadas por uma equipe completa – composta pela Cirurgião principal, Cirurgião auxiliar, anestesista e instrumentador. Todos com excelente formação, anos de experiências, e membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
• Além de equipe composta por profissionais qualificados, só realizamos nossas cirurgias em ambiente hospitalar com CTI e centro cirúrgico com equipamentos modernos para melhor atendimento, segurança e conforto do paciente.
• Sempre solicitamos avaliação completa pré-operatória, com exames de sangue, exames de imagem e risco cirúrgico (parecer clínico e/ou cardiológico)
• Já realizamos mais de 600 cirurgias nos últimos 3 anos.

Perguntas Frequentes

Conheça as dúvidas mais comuns sobre este procedimento.

Não existe uma idade ideal ou a hora certa para fazer a cirurgia de Blefaroplastia. O momento é determinado pela presença do defeito a ser corrigido e poderá ocorrer em qualquer idade.

1. Comparecer ao local da cirurgia no horário previsto na sua guia de internação.
2. Comunicar qualquer anormalidade que possa lhe ocorrer, quanto ao seu estado geral até a véspera da internação.
3. Não fazer maquiagem no dia da internação.
4. Trazer óculos escuros.
5. Na eventualidade de se internar no mesmo dia da operação, venha em jejum de 8 horas.
6. Evitar fumar por, pelo menos, 15 dias antes da cirurgia.
7. Evitar todo e qualquer medicamento à base de ácido acetil salicílico (AAS, Aspirina, Bufferin, Melhoral, Doril, etc) ou qualquer medicação com efeito anticoagulante pelo menos 15 dias antes da cirurgia.

A retirada dos pontos da Blefaroplastia é feita após 3 dias. Mas se a cirurgia for feita com pontos absorvíveis pelo organismo, então, você não precisa se preocupar em tirar.

1. Umedeça um algodão em água boricada ou soro fisiológico frio. Passe na região durante os 2 primeiros dias.
2. Use óculos escuros toda vez que você se expor à luz natural.
3. Evite sol, vento e friagem, por 45 dias.
4. Obedeça à prescrição médica e compareça às consultas de retorno.
5. Evite todo e qualquer medicamento à base de ácido acetil salicílico (AAS, Aspirina, Bufferin, Melhoral, Doril, etc) ou qualquer medicação com efeito anticoagulante pelo menos 15 dias.
6. Evite coçar a região operada.
7. Será possível retornar às atividades normais, após 3 dias.

A cirurgia das pálpebras é considerada simples e tem duração de 1 hora e meia. Dependendo do caso, existem detalhes que podem prolongar este tempo. Mesmo assim, raramente ultrapassam 50 % do tempo básico previsto.

O cirurgião plástico demarca o local que será operado com algumas linhas. Então, o médico afasta, cuidadosamente, as pálpebras inferiores do globo ocular e expõe à conjuntiva. Em seguida, são feitas algumas incisões para remover a gordura e o excesso de pele. As incisões são fechadas com uma ou duas suturas, que podem ser absorvidas pelo organismo.

Sendo a pele das pálpebras de espessura muito fina, as cicatrizes tendem a ficar praticamente disfarçadas nos sulcos da pele. Para tanto, deve ser aguardado o período de maturação da cicatriz (3 meses). Pela sua localização são passíveis de serem disfarçadas com uma maquiagem leve, desde os primeiros dias.

O inchaço nas pálpebras, também conhecido como edema, varia de paciente para paciente. Mas geralmente depois de 7 dias já é possível perceber um aspecto bastante natural. Mesmo assim, os 3 primeiros dias do pós-operatório são aqueles em que apresentam maior inchaço palpebral inferior e superior. Para reduzir o inchaço você pode fazer algumas compressas frias. Somente após o 3º mês o médico conseguirá dizer se o edema residual é discreto e não compromete o resultado final.

Dra. Ana Borba Leite

Graduada em medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica pelo Hospital Federal de Ipanema (HFI). Também sou membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – SBCP.

Atualmente, atendo em meu consultório localizado no centro do Rio de Janeiro.

Realizo constantes cursos de atualização e participo de importantes congressos na área médica no Brasil e em outros países.

Conheça a estrutura da Clínica