Abdominoplastia

Você já sonhou em ter uma barriga chapada e poder usar roupas coladinhas ou até exibi-la no biquíni sem nenhum constrangimento? Isso é possível! E, para muitas mulheres que sonham em se livrar da flacidez nesta região, a abdominoplastia é o procedimento ideal.

É uma cirurgia indicada para tratamento de sobra de pele e aumento do volume de gordura abdominal. Neste procedimento realizamos também a correção da diástase dos músculos retos abdominais (amarração dos músculos) e correção de possíveis hérnias da parede abdominal. Podemos também associar a lipoaspiração.

No geral, a abdominoplastia é feita da mesma forma e tem o mesmo objetivo, porém pequenos detalhes fazem com que ela receba outras nomenclaturas.   Conheça a seguir os tipos de abdominoplastia:

  • Mini abdominoplastiaé destinada a pacientes que precisam remover um pequeno excesso de pele, necessitando de uma incisão menor e que normalmente não envolve o reposicionamento do umbigo.
  • Abdominoplastia Clássica: a mais tradicional, indicada para remover áreas maiores de gordura na região abdominal. Exige o reposicionamento do umbigo, mas é capaz de conceder a aparência de uma barriga chapada.
  • Abdominoplastia em Ancora: é indicada para quem perdeu muito peso, por isso é comum após a bariátrica. Nela, a cicatriz fica em forma de um “T” invertido que lembra uma âncora, por isso ficou conhecida como abdominoplastia em ancora.

Nosso Diferencial

• Todas as nossas cirurgias são realizadas por uma equipe completa – composta pela Cirurgião principal, Cirurgião auxiliar, anestesista e instrumentador. Todos com excelente formação, anos de experiências, e membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
• Além de equipe composta por profissionais qualificados, só realizamos nossas cirurgias em ambiente hospitalar com CTI e centro cirúrgico com equipamentos modernos para melhor atendimento, segurança e conforto do paciente.
• Sempre solicitamos avaliação completa pré-operatória, com exames de sangue, exames de imagem e risco cirúrgico (parecer clínico e/ou cardiológico)
• Já realizamos mais de 600 cirurgias nos últimos 3 anos.

Perguntas Frequentes

Conheça as dúvidas mais comuns sobre este procedimento.

É importante ressaltar que a abdominoplastia não é um tratamento para a obesidade. Esta cirurgia plástica é indicada para corrigir excesso de flacidez e gordura localizados na região abdominal. Por consequência há uma redução no peso corporal, mas varia de acordo com o volume do abdômen de cada paciente.

Raramente a cirurgia de dermolipectomia oferece complicações sérias, desde que realizada dentro de critérios técnicos. Isto se deve ao fato de se preparar convenientemente cada paciente para o ato operatório, além de ponderarmos sobre a conveniência de associação desta cirurgia com outras. O perigo não é maior nem menor que uma viagem de avião ou de automóvel, ou mesmo o simples atravessar de uma rua.

A cicatriz resultante de uma abdominoplastia localiza-se horizontalmente logo acima da implantação dos pelos pubianos, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão, dependendo do volume do abdômen a ser corrigido. Esta cicatriz é planejada para ficar escondida sob as roupas de banho.

Uma abdominoplastia de evolução normal não deve apresentar dor. O que existe é um grande equívoco por parte de certas pacientes, que são operadas simultaneamente de cirurgias ginecológicas associadas à abdominoplastia e relatam por isso, dores pós-operatórias. Nem todos os cirurgiões costumam recomendar esta associação de cirurgias.

O processo entre a mini abdominoplastia e a versão clássica é praticamente o mesmo, o que muda é o perfil da paciente. A mini abdominoplastia é recomendada para mulheres com um grau pequeno de flacidez e pouca sobra de pele no abdômen.

Em média dura entre 2 e 5 horas. O tempo desta cirurgia plástica varia de acordo com a extensão de tecido removido e até a inclusão de procedimentos abdominais, como a lipoaspiração.


Numa evolução normal, seguindo as indicações do cirurgião plástico, cerca de 20 dias depois de operada já é possível voltar ao trabalho. Mas você pode levar de 6 a 8 semanas para voltar à rotina normal.

Dra. Ana Borba Leite

Graduada em medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), com residência médica em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica pelo Hospital Federal de Ipanema (HFI). Também sou membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – SBCP.

Atualmente, atendo em meu consultório localizado no centro do Rio de Janeiro.

Realizo constantes cursos de atualização e participo de importantes congressos na área médica no Brasil e em outros países.

Conheça a estrutura da Clínica